Agora que estamos prestes a completar o primeiro terço do mês de Março que quando terminar significa que completámos o primeiro terço do ano que há três meses atrás prometeste a ti próprio que seria um ano épico, colocamos-te a seguinte questão:

Como é que estão esses sonhos e objectivos que intencionaste na passagem de ano?

Ainda te lembras?

Pois é…

Estás cansado de resoluções de ano novo que nunca acontecem e de desenhar objetivos que nunca ou raramente se realizam?

Neste quarto episódio do Podcast Liberdade a Dois contamos-te a única coisa que necessitas para realmente desenhares e criares o ano épico que desejas.

Também te dizemos porque a forma como a maioria das pessoas estabelecem objectivos não funciona e o que precisas fazer para mudar isso sem esforço ou sacrifício.

Tal como no episódio anterior também este funciona como um workshop pelo que a nossa sugestão é que ouças este episódio uma primeira vez e depois deves ouvi-lo com calma no local e altura onde te assegures que não irás ser interrompido. Usa um caderno ou PC e faz os exercícios pois não é por ouvires este episódio que terás um ano épico e sim por fazeres os exercícios e usares a estrutura que é aqui passada.

Este episódio foi gravado no início do ano, sendo que se estás a ler isto agora e não estás no início do ano lembra-te que o tempo é uma ilusão, portanto o ano épico pode começar quando TU quiseres e aqui para nós…

A melhor altura para desenhares um ano épico é agora!

Para desvendar um pouquinho do que falamos no episódio gostaríamos de te convidar a fazer a seguinte reflexão:

Já reparaste que o canário mais seguro é aquele que está preso na gaiola?

Está bem protegido dos predadores e tem comida e água garantida.
Zero risco, máxima segurança, zero Liberdade.

Se queres construir uma vida Livre, há uma questão muito importante que te deves colocar:

Que tipo de riscos estás disposto a correr?

Outra analogia muito interessante com os pássaros que te convidamos a reflectir é a seguinte:

Quando um canário é apanhado e colocado numa gaiola ele faz tudo o que pode para se libertar.

Quando percebe que não tem saída acaba por resignar-se, adapta-se à sua nova realidade e volta a cantar.

Por outro lado quando um pardal é apanhado e colocado numa gaiola também ele faz tudo o que pode para se libertar, mas ao contrário do canário, quando percebe que não tem saída a sua vida deixa de fazer sentido.

A partir desse momento ele deixa de comer e morre.

Serás que tu és como um canário ou como um pardal?


Aqui não há certo nem errado, são naturezas diferentes. Os humanos têm, por norma, a natureza semelhante à dos canários. O exemplo mais extremo é o Síndrome de Estocolmo, onde o ser humano, tal como o canário, acaba por desenvolver um vínculo afectivo com o sequestrador/agressor activando assim um mecanismo inconsciente irracional de defesa, na tentativa de projectar sentimentos afectivos na figura do carcereiro que possam amenizar ou tentar negociar algum tipo de acordo entre a relação vítima e o sequestrador na tentativa de reduzir a tensão entre os dois e assim sobreviver.

No entanto há uma minoria de humanos que, tal como os pardais, não aceitam viver uma vida que não considerem ser livre.

Dentro dessa minoria uns lutam até à morte, outros “deixam” de comer.

Conforme indiquei acima, não há certo nem errado, é uma questão de natureza e valores.

Dependendo da tua natureza ou valores podes achar os pardais românticos e heróicos, ou podes achá-los estúpidos pois mais vale não ser livre vivo do que morrer, até porque nunca se sabe quando é que surge uma oportunidade de Liberdade.

O convite que temos para ti hoje é que reflictas sobre a tua natureza e os teus valores.

Será que és um pardal que está a “deixar de comer”?

Será que estás a lutar até à morte pela tua liberdade?

Será que desenvolveste laços afectivos com o teu carcereiro?

Quando ganhas clareza relativamente à tua natureza e valores tendes a deixar de viver em piloto automático, ficas atento a oportunidades e tendes a criar e seguir um plano para construir uma vida alinhada à tua natureza e quando isso acontece, independentemente do estágio onde estiveres, dos desafios que te aconteçam tendes a estar muito mais feliz.

Clica no play no início deste artigo e aproveita ao máximo este episódio que fizemos com muito carinho para ti.

Em cada episódio, vamos trazer-te as melhores dicas, estratégias e recursos, para que possas tomar decisões mais inspiradas para a tua vida e começar ou continuar a criar a tua própria liberdade.

Subscreve o podcast na tua plataforma favorita para ouvires em primeira mão os novos episódios.

Deixa-nos a tua avaliação do podcast e o teu cometário na plataforma. Isto é muito importante para nós. Obrigado.

Depois conta-nos nos comentários como foi para desenhar a construção do teu ano épico.

Se conheceres alguém que acredites que lhe vai fazer bem ler este artigo ou ouvir o podcast, por favor partilha.

Podes ouvir todos os episódios aqui ou:

No Castbox: [ Link ] | Apple Podcasts: [ Link ] | Spotify: [ Link ]

Ou em qualquer plataforma de podcast.

Segue-nos nas redes Sociais em:

Sónia – Instagram: [ Link ] | Facebook: [ Link ] | Site: [ Link ]

António – Linkedin [ Link ] | Facebook: [ Link ] | Site: [ Link ]

Podcast Liberdade a Dois – Instagram: [ Link ] | Facebook: [ Link ]

Para acederes à nossa comunidade do Podcast Liberdade a Dois para usufruíres de recursos exclusivos clica neste [ Link ]

Desenha o teu estilo de vida, compromete-te com os teus sonhos e agarra a tua Liberdade!

Sónia & António

Musica de Genérico – Elevation de Joseph McDade  

Share This